Contatos: (81) 3521-2324

Comitê de Investimentos do CaboPrev se reúne com representante da Caixa

//Comitê de Investimentos do CaboPrev se reúne com representante da Caixa

Comitê de Investimentos do CaboPrev se reúne com representante da Caixa

Para a diretora-presidente do CaboPrev, Célia Verônica Emídio, a parceria da Caixa Econômica com a instituição previdenciária tem sido de grande benefício para aqueles que trabalham na instituição. “No dia 1° de março, Juliana Raposo, que também é da Caixa Econômica, juntamente com o gerente Jair, irá nos fornecer orientações sobre investimentos, indicadores da taxa selic, e o cenário econômico deste ano, onde podemos investir, entre outros assuntos”, informou. “Já na segunda quinzena de março, eles voltarão para realizar um curso com os membros do conselho, da instituição e do Comitê de Investimentos, para que seja realizada a prova onde eles poderão obter o CPA10 (Certificação Profissional ANBIMA Série 10)”, completou.

O Comitê de Investimentos foi criado a partir do Decreto Municipal nº 1.031, de 16 de outubro de 2012, com a finalidade de ser um órgão consultivo e auxiliar para o CaboPrev, no processo decisório quanto a execução de política de investimentos, cuja finalidade é assessorar a Diretoria Executiva nas tomadas de decisões relacionadas à gestão dos ativos do Instituto, observando as exigências legais sobre a segurança, rentabilidade, solvência e liquidez dos investimentos, de acordo com a legislação que atende à portaria nº 519, de 24 de agosto de 2011.

É dever do Comitê apoiar a Diretoria Executiva na elaboração da política de investimentos, avaliando cenários econômicos; definir e rever periodicamente, dentro da política de investimentos aprovada pelo Conselho Administrativo, as estratégias e diretrizes de curto prazo que envolvam compra, venda e realocação dos ativos das carteiras do Instituto de Previdência Social dos servidores do município; avaliar, selecionar e alterar os gestores, administradores e custodiastes de investimentos e determinar os critérios para a alocação e relocação dos ativos entre as diversas carteiras e gestores.

Texto: Giorgio Bruno – Estagiário da Secom /Cabo
Fotos: João Barbosa

2013-02-21T22:24:07+00:00 fevereiro 21, 2013|